Estudo baseado na percepção sobre o valor da natureza para as pessoas e preservação da natureza no Brasil e Polônia
29 de October de 2020

Compreender a percepção sobre a natureza é fundamental para compreender o comportamento humano e a tomada de decisões sobre o meio ambiente. Este estudo foi baseado em uma pesquisa realizada no Brasil e na Polônia para entender melhor a percepção da preservação da terra para a natureza e o valor percebido desta. Os países foram selecionados por amostragem intencional e dada sua importância local e global para a conservação da biodiversidade e seus complexos contextos socioecológico de conservação versus sistemas agroflorestais. Foram aplicados questionários online (N = 1030) no Brasil e entrevistas presenciais na Polônia (N = 322). Os entrevistados brasileiros demonstraram maior atitude pró-ambiental do que os participantes poloneses. Quando perguntados: “Quanto da natureza que resta deve ser poupada?, quase 51% dos brasileiros responderam “tudo”, contra 13% dos poloneses respondentes. Pouco menos da metade dos entrevistados poloneses (45,6%) indicou que metade da natureza que resta deve ser poupada. Os entrevistados brasileiros também atribuíram maior percepção ao valor intrínseco da natureza em comparação com os entrevistados poloneses: no total, 76% dos brasileiros concordou totalmente que “a natureza, suas plantas e animais têm valor por si próprios, independente de sua utilidade para nós” contra 25% dos entrevistados poloneses. O estudo contribui para uma melhor compreensão do pontos de alavancagem para impulsionam atitudes pró-ambientais em ambos os países.

 
Download PDF


Próximo >
Voltar para Publicações