Impactos socioeconômicos da restauração da Mata Atlântica em área urbana
20 de September de 2021

A restauração ecológica fornece uma gama de serviços ecossistêmicos. No entanto, os aspectos sociais da restauração raramente são relatados. Este estudo avalia os efeitos socioeconômicos do projeto de restauração denominado “Mutirão Reflorestamento” (MR), localizado em um fragmento urbano de Mata Atlântica no Rio de Janeiro. Foram realizas pesquisas em oito comunidades, envolvendo 139 residentes, onde 62 trabalhavam para o Projeto MR, e 77 não estavam diretamente envolvidos. Os dados foram coletados em grupos focais (N = 23, totalizando 62 participantes) e entrevistas pessoais (N = 44). Foi descoberto que as principais contribuições positivas do Projeto MR foram a geração de empregos e o aumento da renda. A presença da floresta também esteve associada à melhoria da qualidade do ar e de vida, por exemplo através da disponibilização de áreas de lazer. A falta de benefícios trabalhistas formais e a recente redução no orçamento do projeto foram apontados como aspectos negativos do Projeto MR. As principais recomendações para melhoria do Projeto foram: melhorar a comunicação entre prefeitura, moradores e participantes do MR, e a avaliação e reconhecimento dos participantes do projeto. Os resultados representam as vozes das comunidades diretamente envolvidas e impactadas pela restauração, e podem contribuir para a melhoria dos projetos de restauração em países tropicais.

Classificação das percepções dos participantes (Participantes do Projeto -PP e Não-participantes do Projeto – NPP) sobre “O que a floresta significa para você?” (número de PP = 64 e NPP = 35).

Download PDF


Próximo >
Voltar para Publicações